Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a nossa política de privacidade e de utilização de cookies.

OK

Rotina Matinal Ayurvédica

Rotina matinal ayurvédica

Já pensou porque é que normalmente acorda com remelas, um hálito intenso, cera nos ouvidos, vontade de urinar e, idealmente, evacuar? Todas as noites o seu maravilhoso corpo faz-lhe o favor de encaminhar para o exterior tudo aquilo que está em excesso e que já não lhe serve, isto é, toda a toxicidade que foi acumulando ao longo do dia. Este sistema de purificação inato é um exemplo da inteligência corporal absolutamente fantástica com que nascemos.

 

Ao acordar, o seu corpo espera que complete este procedimento de limpeza – é este o pressuposto da rotina matinal ayurvédica. Ao limpar todos os canais do corpo, físicos e energéticos, poderá começar cada dia de uma forma plena e no seu potencial máximo. Da mesma forma que acender uma lareira é mais fácil se retirarmos as cinzas do dia anterior, assim é começar o dia com o Ayurveda1.

 

Adaptada aos tempos modernos, a rotina matinal tende a ser ligeiramente mais simples do que a que se encontra descrita nos tratados clássicos do Ayurveda. No entanto, para aqueles que desejem uma vida longa e feliz, há alguns procedimentos que não podem faltar. Estes são apresentados de seguida pela ordem em que devem ser realizados.

 

 

O despertar ayurvédico com o nascer do sol

Cada aurora traz-nos a energia de um novo ciclo, neste caso, um ciclo com aproximadamente 24 horas. De forma a retirar o máximo de energia deste momento auspicioso, o Ayurveda recomenda despertar antes do nascer do sol. Não se deixe desmotivar pela hora, acordar antes dos primeiros raios de sol, a par de um estilo de vida saudável, é mais eficaz do que três cafés bebidos de seguida. Experimente e comprove.

 

 

Urinar e evacuar para o bem dos seus doshas

O dosha pitta é o principal responsável pelo turno das 22h, um período de metabolismo basal que dura até às 2h da manhã, durante o qual os nutrientes são metabolizados e as toxinas preparadas para eliminação. No turno seguinte, que dura até às 6h, o dosha vata encarrega-se de encaminhar as toxinas para o exterior. O bom funcionamento dos seus doshas – vata, pitta e kapha – requer um sistema digestivo livre de toxicidade, por isso, programe o seu despertador para este período e comece o dia com duas das funções vitais mais importantes.

 

 

Ayurveda para revitalizar os sentidos

As interações que estabelecemos com o mundo que nos rodeia só são possíveis devido à atividade funcional dos órgãos dos sentidos – audição, tato, visão, paladar e olfato. É fácil perceber o impacto que a clareza destes órgãos tem na forma como percecionamos a realidade. Saiba como cuidar de cada um dos seus órgãos sensoriais logo pela manhã (a higienização dos ouvidos e da pele está incluída no duche e na massagem, respetivamente).

 

Olhos

Lave o rosto com água fria, em particular os olhos, e sinta o efeito refrescante que o fará despertar de imediato. Pode hidratar a mucosa ocular com uma gota de ghee líquido em cada olho, para proteção e regeneração – especialmente útil para quem passa muitas horas ao computador diariamente.

 

Língua

Além de lhe permitir começar o dia com um hálito fresco, a higienização da língua desperta as papilas gustativas, para que possa saborear os alimentos ao máximo. Eis as várias etapas:

 

  • Raspagem da língua – este procedimento remove o revestimento pastoso e tóxico que se forma na superfície da língua durante a noite. O raspador é um dos itens oferecidos na consulta ayurvédica;
  • Escovagem dos dentes – deve ser efetuada com uma pasta dentífrica de sabor amargo e/ou picante, e nunca doce, como é o caso da maioria das pastas comercializadas. Há muitas opções no mercado, das mais variadas marcas, sendo o neem2 um dos ingredientes mais populares;
  • Gargarejar com água salgada – adicione uma pitada de curcuma à água com sal para uma garganta saudável, livre de agentes patogénicos, e para uma voz angelical.

 

Nariz

Com origem na tradição do yoga, jala neti é a irrigação nasal com água salgada. Neste procedimento, a água entra por uma narina, circula pelos seios paranasais e sai pela outra, arrastando consigo muco e toxinas acumuladas que poderiam perturbar as capacidades olfativa e respiratória do organismo. Para o efeito deve-se utilizar uma lota – um pequeno recipiente em forma de bule –, à venda online, em centros de yoga ou em lojas especializadas. Algumas recomendações:

  • A água deve ser filtrada ou fervida previamente;
  • Basta uma colher de chá de sal marinho por 250 mL de água;
  • A água deve ser aplicada tépida, a uma temperatura confortável.

 

A quem interessar, além de favorecer a clareza mental, este procedimento melhora também o fluxo energético ao nível do sexto chacra (terceiro olho).

 

 

Detox da mente com meditação

Se o primeiro pensamento que lhe ocorreu quando leu a palavra meditação foi “eu não consigo”, tenho boas notícias para si – é mesmo isto que está a precisar. Dizem que a vida começa quando saímos da nossa zona de conforto. Vamos juntos?

 

Para meditar não tem de se sentar com a coluna direita durante horas a fio em silêncio e sem pensar em nada – isso é para os monges que têm décadas de prática, o que pode não ser o nosso caso (meu e seu). Meditar pode ser simplesmente comtemplar uma flor, o nascer ou o pôr-do-sol, caminhar consciente de todos os músculos do seu corpo envolvidos no processo, pintar uma mandala, focar-se na sua respiração, etc. Pode começar por fazê-lo todos os dias durante 3 minutos apenas. O mais importante é ensinar a sua mente que esta não precisa de estímulos externos para se alimentar, tem tudo o que precisa dentro de si. As meditações guiadas também são uma excelente ferramenta e as minhas preferidas são as da Sofia Mano.

 

Ao longo do dia, preencha este espaço interno que criou com a prática meditativa, com pensamentos harmoniosos sobre si e os que o rodeiam.

 

 

Exercício físico – no pain, big gain

O Ayurveda recomenda a prática de exercício físico diária para manter a vitalidade de um corpo jovem. Mas atenção, isto não significa passar uma hora por dia no ginásio. Faça 20 minutos de uma atividade que lhe agrade todos os dias quer seja em casa, na rua ou no ginásio. Pode ser caminhar, correr, andar de bicicleta, dançar, praticar yoga, fazer flexões, exercitar os abdominais, etc. – deixe-se levar pela sua criatividade.

 

Inclua exercícios de respiração, tais como nadi shodhana pranayama3, na sua rotina desportiva. Além de estimularem o metabolismo e promoverem a limpeza dos canais energéticos, podem ser um bom auxílio na prática meditativa.

 

Respeite os limites do seu corpo e não exceda mais de metade da sua capacidade física, a qual corresponde ao momento em que começa a transpirar da testa e das axilas4.

 

 

A automassagem ayurvédica - Abhyanga

Realizada diariamente, a automassagem tem inúmeros benefícios, entre eles a manutenção de um sistema imunitário saudável.

 

Deve ser realizada com um óleo vegetal morno, preferencialmente sésamo, em todo o corpo e em todas as direções, à exceção da zona abdominal que deve seguir o sentido dos ponteiros do relógio.

 

Esfoliação e dry brushing

Para complementar a massagem, é recomendada uma esfoliação que deve ser feita no sentido oposto ao do crescimento piloso. Esta técnica estimula a circulação e reduz o dosha kapha, geralmente presente em estados de toxicidade. Utilize produtos naturais como, por exemplo, garam masala5, uma mistura de especiarias.

 

Em algumas alturas do ano, como a primavera, poderá optar por dry brushing6, ou escovagem a seco. Mas atenção que este método de esfoliação não é adequado para todos os doshas pelo que recomendo uma consulta com um profissional primeiro.

 

Duche quente

A abertura dos poros vai permitir que o óleo nutra o seu organismo a um nível mais profundo. Deverá usar sabão apenas nas zonas do corpo em que considere ser estritamente necessário, de forma a manter a pele hidratada e o dosha vata em paz.

 

 

Regenerar o agni (fogo digestivo) com o Ayurveda

Depois de limpar e preparar o seu sistema digestivo para o dia que se segue, chega a altura de o ativar. E, para isto, nada melhor que a ingestão de um alimento puro e à temperatura corporal. Um copo de água morna em jejum regenera o agni, estimula a peristalse intestinal e limpa os rins. Sabendo qual o seu dosha predominante, deve adicionar à água morna:

  • Limão (vata);
  • Lima (pitta);
  • Mel cru (kapha).

 

Já agradeceu ao seu corpo hoje tudo aquilo que ele faz por si? Aproveite para meditar sobre este assunto.

 

Com amor,

Mafalda

 


A informação apresentada é meramente informativa, de índole genérica, não contendo uma análise exaustiva de todos os aspetos dos temas analisados, pelo que não substitui uma consulta com um terapeuta especializado.

1 - Prakriti: Your Ayurvedic Constitution, mais informação em books.google.pt
2 - Neem – o Guardião do Corpo e do Ambiente, disponível em biosamara.pt
3 - Nadi shodhana pranayama – respiração alternada das narinas que equilibra os hemisférios cerebrais
4 - Vagbhata's Ashtanga Hrudayam, mais informação disponível em books.google.pt
5 - Comercializa-se nas lojas de produtos indianos no Martim Moniz e na Mouraria
6 - Dry brushing. Será que a escovagem a seco funciona?, disponível em advancecare.pt