Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a nossa política de privacidade e de utilização de cookies.

OK

Descobre os Doshas

Doshas Ayurveda
Não tens tempo para ler? Ouve este artigo no formato podcastClica aqui.

 

A teoria tridosha é uma das mais conhecidas do Ayurveda. Muitas pessoas tomam conhecimento desta medicina ancestral porque leram sobre os doshas ou porque alguém lhes disse que era vata, pitta ou kapha.

 

Reza a lenda que Indra, o Deus dos deuses, terá partilhado o conhecimento ayurvédico com um asceta sob a forma de sete princípios básicos, também conhecidos como sapta padartha (estes princípios são aprofundados no Curso Ayurveda Online):

  • Semelhança
  • Dissemelhança
  • Substância
  • Qualidade
  • Ação
  • Inerência
  • Ausência

 

Os doshas são substâncias que apresentam qualidades e que têm ações específicas. Estes representam apenas uma parte de todo o conhecimento ayurvédico, no entanto, são uma das estruturas de suporte mais importantes do nosso corpo. Neste artigo da série Ayurveda Passo a Passo, convido-te a aprender mais sobre eles.

 

 

O que são doshas?

Nos tratados clássicos do Ayurveda, estão descritos:

  • Três doshas somáticos – vata, pitta e kapha;
  • Dois doshas psíquicos – rajas e tamas.

 

Os doshas somáticos são a manifestação física dos cinco elementos da Natureza – éter, ar, fogo, água e terra – no nosso corpo. De uma forma simples e romanceada, poderíamos dizer que os cinco elementos existem desde a criação do Universo e que a Natureza os organizou no corpo humano sob a forma de três substâncias, os doshas. Assim, temos:

  • Dosha vata – elementos éter/espaço e ar;
  • Dosha pitta – elementos fogo e água;
  • Dosha kapha – elementos terra e água.

 

Cada um dos três doshas somáticos divide-se em cinco subdoshas com funções especializadas em todo o corpo, do batimento cardíaco ao revestimento das mucosas internas. No Curso Ayurveda Online aprofundamos os quinze subdoshas, assim como os doshas psíquicos, com recurso a vídeos e muitos exemplos práticos.

 

Antes de te falar sobre o vata, o pitta e o kapha, o que cada um deles faz no nosso corpo e como podes mantê-los em equilíbrio, quero muito abordar um outro tema primeiro: o dosha predominante.

 

 

Qual o meu dosha?

“Qual o meu dosha predominante?” é uma das perguntas mais frequentes em consulta e, acredites ou não, em 99,9% das vezes eu não estou a pensar nisso. A ideia de que a determinação da prakrti1 é fator obrigatório no processo de cura tem sido muito difundida no mundo ocidental, mas não está correta. O mais importante no processo de cura é conhecer o desequilíbrio (vikrti), pois é aí que há espaço para melhorar. O teu dosha predominante já é perfeito, seja ele qual for.

Por falar em perfeição, uma das coisas mais bonitas que tenho aprendido nesta jornada ayurvédica é a abraçar a dualidade entre o que significa ser saudável e ser doente. Será que existe alguém neste planeta que vive num estado permanente de equilíbrio? Eu acho que não.

É erróneo e penoso tentar manter um corpo perfeito, uma vida perfeita e uma saúde perfeita, pois as exigências de tal esforço roubam a força vital da vida. O que podemos fazer é aspirar a uma vida de equilíbrio sem medidas drásticas. […] O Ayurveda é a busca do equilíbrio. Uma vida equilibrada não tem extremos e tem muito pouca fragmentação. — Maya Tiwari

 

Acabaste de ler um excerto do meu curso online :)

 

Vais encontrar muitos testes, online e não só, que prometem a máxima fiabilidade na determinação do teu dosha predominante. Lamento desapontar-te, mas esse é um processo individual e uma jornada diária de escuta ativa, tal como vimos no último artigo. Nunca encontrarás a resposta à pergunta “quem sou eu?” num destes testes. Por acreditar que o questionamento é uma excelente ferramenta de autoconhecimento, convido-te a responderes ao meu próprio questionário com base no que sentes no momento presente. As respostas tenderão mais para qualidades de vata, de pitta ou de kapha e serão um bom ponto de partida para compreenderes a linguagem do teu corpo, a par do que aprenderes neste artigo. Clica aqui para acederes ao questionário interativo.

 

Estar consciente de si próprio não é apenas saber se somos uma pessoa diurna em vez de noturna. É muito mais profundo. Conhecermo-nos a nós próprios, por dentro e por fora, é uma jornada contínua no descascar das várias camadas da cebola e no ficarmos cada vez mais e mais confortáveis com aquilo que existe no centro – a nossa verdadeira essência. — Travis Bradberry

 

Dosha vata

O dosha vata corresponde à manifestação física dos elementos éter/espaço e ar. Sendo os mais subtis, estes elementos adquirem funções relacionadas com o movimento. Assim, podemos dizer que vata assegura:

  • O entusiasmo e a vontade;
  • A respiração;
  • A locomoção;
  • A fala;
  • A eliminação das fezes, da urina e do suor;
  • A peristalse no tubo digestivo;
  • Entre outras.

 

A medicina ayurvédica recorre a uma lista de 20 qualidades para caracterizar substâncias, tais como os doshas, e prever os seus efeitos no corpo. De uma forma geral, o equilíbrio é restituído por substâncias com qualidades opostas. No caso do dosha vata, as qualidades que o caracterizam são:

  • Leve;
  • Frio;
  • Seco;
  • Áspero;
  • Móvel;
  • Subtil;
  • Não viscoso.

 

Para equilibrar este dosha podes ingerir arroz, batata-doce e melaço de cana, que têm uma qualidade pesada, ou aplicar óleo no corpo através da automassagem, que compensa a qualidade seca. Estes são apenas dois exemplos e nenhum deles é obrigatório ou único, existem muitos outros.

 

 

Dosha pitta

O dosha pitta corresponde à manifestação física da dupla elementar fogo e água. As características destes elementos não deixam margem para dúvidas no que respeita às três principais funções de pitta no nosso corpo:

  • Transformar os alimentos no tubo digestivo;
  • Gerir a temperatura corporal;
  • Processar a visão.

 

As qualidades que caracterizam este dosha são:

  • Quente;
  • Levemente oleoso;
  • Penetrante ou rápido;
  • Líquido;
  • Móvel;
  • Com mau cheiro.

 

Para o equilibrar podes ingerir coentros frescos, que têm uma qualidade fria, ou consumir alimentos secos, tais como as tostas de milho, o pão torrado e a fruta desidratada, que compensam a leve oleosidade de pitta. Estes são apenas alguns exemplos e nenhum deles é obrigatório ou único, existem muitos outros.

 

 

Dosha kapha 

O dosha kapha corresponde à manifestação física dos elementos terra e água. Esta é a combinação mais densa, aquela que cria estrutura. Assim, as principais funções deste dosha são, naturalmente: 

  • Conferir estabilidade física e emocional;
  • Lubrificar estruturas, tais como as articulações;
  • Conferir força.

 

As qualidades que caracterizam kapha são:

  • Pesado;
  • Frio;
  • Oleoso;
  • Lento;
  • Macio;
  • Estável;
  • Denso;
  • Viscoso.

 

Para o equilibrar podes optar por fazer refeições mais leves, incluindo folhas verdes, ou ingerir alimentos picantes que tornam a digestão mais rápida, tais como o gengibre fresco, compensando a qualidade lenta. Estes são apenas dois exemplos e nenhum deles é obrigatório ou único, existem muitos outros.

 

Este artigo foi inspirado no módulo 4, Doshas e Subdoshas, do Curso Ayurveda Online. Se gostaste deste conteúdo, tenho a certeza de que vais adorar o programa completo! Ainda te podes juntar à próxima turma que inicia no dia 25 de setembro :)

 

Formulário de inscrição

 

Com amor,
Mafalda

 


A informação apresentada é meramente informativa, de índole genérica, não contendo uma análise exaustiva de todos os aspetos dos temas analisados, pelo que não substitui aconselhamento especializado.

1 - Prakrti é a constituição individual de cada ser humano, o que muitas pessoas denominam de dosha predominante.
Ayurveda: a Life of Balance, de Maya Tiwari, mais informação disponível em goodreads.com
Inteligência Emocional 2.0, de Travis Bradberry e Jean Greaves, mais informação disponível em goodreads.com

Ler os artigos anteriores desta série:
1. Ayurveda Passo a Passo
2. Observa o teu Corpo

Subscreve a minha friendsletter (gratuita)!