Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a nossa política de privacidade e de utilização de cookies.

OK

Como Escolher um Difusor de Aromaterapia

Difusor de Aromaterapia

O olfato é o único sentido cujos estímulos são diretamente transmitidos para o sistema límbico – região cerebral onde se processam emoções e memórias. Esta via direta explica o impacto que os cheiros têm no nosso estado de humor, aprendizagem, interações sociais e, até mesmo, na ligação mãe-bebé1. Quem nunca foi transportado para as memórias mais felizes vividas com o seu grande amor ao cruzar-se com um desconhecido que utilizava exatamente o mesmo perfume?

 

A palavra perfume é originária do latim per fumus e significa “através de defumação”. Na antiguidade, as defumações eram muito utilizadas não só para perfumar o ambiente e as pessoas como também em cerimónias religiosas. A queima de certos tipos de madeira, por exemplo, era utilizada em rituais como uma forma de conexão com o plano divino em várias culturas. Os egípcios utilizavam óleos perfumados no processo de mumificação e presume-se que os chineses tenham sido os pioneiros na utilização do incenso.

 

Ao longo dos anos, o aperfeiçoamento dos métodos de extração de óleos essenciais tem vindo a permitir o acesso a produtos cada vez mais puros. Os métodos de difusão aromática também evoluíram, o que é bem visível na oferta que temos ao nosso dispor. Mas como escolher?

 

 

Fazer aromaterapia com cada um dos difusores

 

Difusores elétricos

Esta tecnologia veio revolucionar o mundo da aromaterapia e é mesmo a minha escolha número um. É muito vantajoso porque:

  • Não utiliza calor, preservando as propriedades das plantas;
  • Permite usar menores quantidades de óleos essenciais, o que beneficia bastante a carteira;
  • Os óleos são colocados diretamente no recipiente, não havendo a necessidade de diluir em água;
  • Funciona em ciclos de dois minutos, rentabilizando a quantidade de óleo utilizada;
  • Desliga automaticamente ao fim de duas horas;
  • Reduz o desperdício de óleos essenciais pois pode ser armazenado (por curtos períodos de tempo) sem lavar;
  • Permite regular a potência consoante a área em que se encontra e/ou sensibilidade de cada um – os animais de estimação, por exemplo, são os mais sensíveis.

A única desvantagem destes difusores é a sua fragilidade, uma vez que o recipiente é feito em vidro. No entanto, se o manusear com cuidado, poderá durar-lhe a vida toda.

 

Difusores por humidificação

Quase todas as mães já recorreram a humidificadores para descongestionar as vias respiratórias dos seus bebés. Se tem um em casa que já não vai utilizar mais pode convertê-lo num difusor de óleos essenciais, uma vez que o princípio de funcionamento é exatamente o mesmo. Tal como os difusores elétricos, os humidificadores não utilizam calor, permitem regular a potência e desligam automaticamente – neste caso, quando a água do recipiente acaba. São, geralmente, fabricados em plástico, o que lhes confere uma maior resistência, mas consomem mais óleos essenciais, pois requerem diluição em água. Além disso, se for necessário armazenar ou transportar, têm de ser limpos, desperdiçando eventuais restos de óleo. Apesar de certas marcas praticarem preços muito elevados, o preço médio é relativamente mais baixo do que o dos difusores elétricos.

 

Difusores por calor

Estes difusores são, geralmente, fabricados em porcelana e consistem numa peça constituída por um recipiente colocado sobre uma vela. Os óleos essenciais são colocados no recipiente, diluídos em água, e a sua difusão é na verdade uma evaporação por ação do calor. Comparativamente aos difusores elétricos e aos humidificadores, os difusores por calor apresentam apenas uma vantagem acrescida – o preço. Têm, no entanto, algumas desvantagens:

  • O calor do fogo compromete as propriedades dos óleos essenciais;
  • Requer supervisão, uma vez que se o recipiente ficar sem água pode partir;
  • Não permite regular a potência, sendo a intensidade do fogo constante.

 

Difusores por capilaridade

Também conhecidos como sticks perfumadores, são os difusores mais duradouros que existem – mergulham-se os “pauzinhos” no óleo e o perfume dura dias e dias. Tal como o nome indica são adequados para perfumar o ambiente, por isso, se estiver constipado, por exemplo, não são a melhor opção para fazer aromaterapia com óleo essencial de eucalipto. A durabilidade e o baixo custo são as suas principais vantagens.

 

A maioria dos sticks que são comercializados contêm tantos compostos químicos e fragrâncias sintéticas que causam mais dores de cabeça do que bem-estar. Se quisesse criar o seu próprio difusor por capilaridade em casa teria de diluir uma grande quantidade de óleo essencial num óleo vegetal e, no final do dia, seria sempre um difusor com baixo nível de eficácia pelo facto de ter uma ação muito localizada.

 

 

Onde adquirir um difusor de aromaterapia

Sem qualquer intenção publicitária, partilho aqui algumas sugestões.

 

Os meus difusores elétricos preferidos são os da Aroma Zone. Além de se enquadrarem em praticamente todos os estilos decorativos, são silenciosos, duradouros e eficazes. Têm dois níveis de potência e a opção de desligar a luz ambientadora, caso prefira um difusor mais discreto. O difusor elétrico que tenho no meu gabinete nunca me deixou ficar mal.

 

O mercado dos humidificadores evoluiu tão rápido na última década que é praticamente impossível não encontrar um de que se goste. O meu humidificador está ligado em casa praticamente todo o dia e, por isso, tem um reservatório de água maior. Para quem só queira ligar por algumas horas, existem uns mais pequenos. É possível adquirir nas lojas de produtos naturais e no El Corte Inglês.

 

Eu não tenho o hábito de usar difusores por calor. Cada momento é uma excelente oportunidade para fazer aromaterapia e eu prefiro preservar a pureza dos óleos essenciais mesmo que seja só para perfumar a casa. Mas para quem gostar desta ideia, penso que será fácil encontrar este produto em qualquer loja de decoração.

 

Gosto de usar a difusão por capilaridade em locais de passagem. Não é fácil encontrar uma combinação que não seja extremamente química e enjoativa, confesso. A Rituals é a minha escolha sempre que opto por este método. Os sticks perfumadores têm mesmo a capacidade de me transportar para um jardim japonês de cerejeiras em flor cada vez que atravesso o corredor.

 

Não esquecer que uma gota de óleo essencial de alfazema na almofada pode salvar a noite e que uma leve massagem nas têmporas com óleo essencial de menta pode salvar o dia.

 

Preparado para começar a criar memórias perfumadas e felizes?

 

Com amor,

Mafalda

 


A informação apresentada é meramente informativa, de índole genérica, não contendo uma análise exaustiva de todos os aspetos dos temas analisados, pelo que não substitui uma consulta com um terapeuta especializado.

1 - Olfactory memory networks: from emotional learning to social behaviors, disponível em ncbi.nlm.nih.gov