Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a nossa política de privacidade e de utilização de cookies.

OK

Aromaterapia: Óleo Essencial de Alecrim

Aromaterapia

Mais do que o seu aroma amadeirado e herbáceo, foram as qualidades medicinais do alecrim (Rosmarinus officinalis) que desde a antiguidade, fizeram crescer a sua fama junto da população. Da extensa lista de propriedades destacam-se os seus efeitos ao nível do cérebro e do sistema musculosquelético.

 

Na Grécia, os alunos usavam coroas de alecrim na cabeça para fortalecer a memória durante os exames. No antigo Egito, eram adicionados aos túmulos dos faraós galhos de alecrim queimados, acreditando que, assim, os falecidos preservariam a memória da vida que acabavam de completar. No século XIV, a rainha Elizabeth da Hungria tratava a gota e o reumático com uma solução de ramos de alecrim destilados em água, à qual chamava a receita de um anjo.1

 

 

Ayurveda e aromaterapia

Não está descrita a utilização de óleos essenciais nos tratados clássicos do Ayurveda. No entanto, e uma vez que as propriedades das plantas foram amplamente descritas quando da redação dos mesmos, é possível inferir qual o efeito de cada óleo essencial ao nível dos doshas.

Seguindo as bases de nutrição ayurvédica, podemos dizer que o alecrim apresenta os sabores (rasa) adstringente e picante e que tem uma ação (virya) quente, ou seja, estimula o fogo interno (agni) e, consequentemente, reduz o dosha kapha. Se deseja aprender mais acerca do seu dosha predominante, faça o teste dos doshas.

 

 

Massagem ayurvédica com óleo essencial de alecrim

Analgésico, antirreumático e fortificante, o alecrim melhora a circulação, reduz a dor associada à artrite e ao reumatismo, alivia cãibras musculares e acelera a absorção de ácido lático.2

 

Seja qual for o propósito, pode usufruir dos benefícios deste óleo através da prática de automassagem. Adicione 50 gotas de óleo essencial de alecrim a óleo de sésamo, de forma a que o volume final seja de 100 mL. Preste especial atenção às áreas mais afetadas.

 

Pode ainda preparar um banho de imersão com óleo essencial de alecrim: adicione cerca de 30 gotas a uma banheira de água morna e deixe-se relaxar por 20 minutos.

 

 

Cosmética natural e aromaterapia

Os produtos cosméticos devem ser usados como complemento pois a beleza exterior vem de dentro. Uma pele de sonho começa com:

  • Rotina ajustada às suas necessidades
  • Alimentação baseada na sua capacidade digestiva
  • Prática de exercício físico regular

 

O óleo essencial de alecrim pode ser uma excelente alternativa natural aos champôs anticaspa, desodorizantes e loções hidratantes para peles oleosas e/ou com tendência a acne. Adicione umas gotas às suas fórmulas naturais e beneficie dos efeitos antibacteriano, antifúngico, antioxidante e antissético deste óleo.2

 

Se tem estrias recentes3, as ações antioxidante e cicatrizante do alecrim vêm mesmo a calhar. Massaje a zona afetada, duas a três vezes ao dia, com a seguinte mistura1:

  • 30 mL de óleo vegetal de rosa mosqueta
  • 30 gotas de óleo essencial de alecrim
  • 10 gotas de óleo essencial de patchouli
  • 10 gotas de óleo essencial de frankincense

 

 

Um complemento à medicina ayurvédica

Em medicina ayurvédica, a saúde começa na digestão. O alecrim é um óleo essencial notável para a desintoxicação do fígado e do pâncreas1, daí ser muito útil na redução de náuseas associadas a estados de ressaca. Além disso combate a flatulência, reduz o desconforto associado a digestões longas e difíceis e promove a eliminação de parasitas intestinais.2

 

O plano ideal passa por adicionar esta planta aromática aos seus cozinhados e massajar, antes da refeição, a zona abdominal com óleo essencial de alecrim incorporado num óleo vegetal à sua escolha.

 

 

Aromaterapia para a sinusite

O alecrim é especialmente indicado para o dosha kapha que tende a acumular toxinas (ama). Por esta razão, é um agente bastante equilibrante na primavera, estação do ano em que a sinusite ganha força.

 

Poderá recorrer a este óleo essencial para aliviar a congestão nasal massajando a área dos seios frontais (acima das sobrancelhas) e dos seios maxilares (nas maçãs do rosto) em direção ao nariz, várias vezes ao dia1. Evite o contacto com os olhos.

 

Ligue o seu difusor de aromaterapia com óleo essencial de alecrim para purificar o ar e melhorar o conforto das vias respiratórias.

 

 

Foco e meditação com aromaterapia

Quem diria que uma massagem diária, na região do fígado, com 2 a 3 gotas de óleo essencial de alecrim reforça a memória e a concentração em período de aprendizagem?1 Mas não é tudo: o alecrim combate a fadiga mental, mantém o cérebro ativo durante períodos de estudo e/ou trabalho mentalmente extenuantes e ajuda a manter-se desperto nas longas horas ao volante2.

 

Muito apreciado na prática de meditação, o alecrim reduz o stress e a ansiedade, aumenta a clareza mental e estimula a intuição (atua ao nível do terceiro chacra)1.

 

Para qualquer uma das situações, basta que coloque umas gotas de óleo essencial de alecrim no seu difusor de aromaterapia e o deixe fazer o resto do trabalho.

 

 

Repelente natural de insetos

Os insetos têm um papel preponderante nos ciclos da natureza, por isso, a não ser que seja um caso de vida ou de morte, devemos deixá-los viver. Há várias estratégias para mantermos uma relação harmoniosa com eles e o rosmaninho entra em todas:

  • Vasos e/ou canteiros de alecrim fresco – ajudam a repelir insetos indesejados e ainda contribuem para a preservação das abelhas, que adoram estas flores;
  • Repelentes naturais para o corpo – o sérum para picadas de insetos tem óleo essencial de alecrim na sua fórmula, que lhe confere o poder cicatrizante e analgésico para o alívio do prurido e, em algumas pessoas, atua como repelente.

 

Se tem animais de estimação e gosta de manter algumas áreas da casa pet free, vai gostar de saber que eles não gostam do cheiro do óleo essencial de alecrim. Experimente pulverizar a mobília ou ligar um difusor numa assoalhada “proibida”.

 

 

Precauções em aromaterapia

O óleo essencial de alecrim é emenagogohipertensor e estimulante, pelo que não deve ser usado em crianças até aos 12 anos (salvo raras exceções) nem em grávidas ou lactantes1. A sua utilização em pessoas com diagnóstico de epilepsia e hipertensão arterial também deve ser restringida ao máximo4. Os óleos essenciais não devem ser ingeridos sem prescrição de um especialista sob pena de ser tornarem tóxicos para o organismo e causarem desequilíbrios graves.

 

Gostaria de deixar um agradecimento especial a Anna Loutsenko por iluminar sempre o meu caminho no ramo da aromaterapia. A Anna é uma aromaterapeuta fantástica que transmite os seus conhecimentos sempre de uma forma doce e precisa. Vale mesmo a pena conhecê-la.

 

 

Com amor,

Mafalda

 


A informação apresentada é meramente informativa, de índole genérica, não contendo uma análise exaustiva de todos os aspetos dos temas analisados, pelo que não substitui uma consulta com um terapeuta especializado.

1 - L'aromathérapie Énergétique, mais informação disponível em books.google.pt
2 - Essential Oils for Beginners, mais informação disponível em books.google.pt
3 - As estrias ocorrem devido a uma rotura da derme. Quando são recentes têm uma coloração castanho-avermelhada. As estrias mais antigas apresentam, geralmente, cor branca.
4 - Os Segredos da Aromaterapia, mais informação disponível em goodreads.com