Este website utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de navegação. Para aceitar o uso de cookies basta continuar a navegar no website. Para mais informação consulte a nossa política de privacidade e de utilização de cookies.

OK

Alimentação Ayurvédica: Frutas e Legumes de Maio

Alimentação ayurvédica

Estamos em maio, o mês em que o Sol ilumina as hortas e as quintas com a magia do crescimento – tudo prospera, desde as plantações ao nosso corpo. A primavera, agora ainda mais presente, deixa bem clara a transformação que ocorre em tudo o que vive. As alergias continuam, ou seja, o que acumulámos no inverno continua a sair pois já não nos faz falta. Queremos leveza, curtir o bom tempo e apanhar os primeiros alperces das árvores.

 

Com base no teu dosha predominante, descobre as frutas e os legumes do mês mais indicados para ti.  

 

 

Dosha vata

Alho-francês (cozinhado), alho (cozinhado), alperce, beterraba, cebolas nova e roxa (cozinhadas), cenoura, cerejas, ervilhas, ervilha-torta, espargos, framboesas, funcho (raiz), laranja, limão, mirtilos, morangos, nêsperas e pepino.

 

 

Dosha pitta

Acelga, alcachofra, alface, alho-francês (cozinhado), alperce, batata, beterraba, brócolos, cenoura, chicória, cogumelos, couve-flor, couve-lombarda, couve-portuguesa, couve-roxa, curgete, ervilhas, ervilha-torta, espargos, favas, feijão-francês, framboesas, funcho (raiz), mirtilos, morangos, nêsperas, pepino e rúcula.

 

 

Dosha kapha

Acelga, aipo, alcachofra, alho, alho-francês, alperce, brócolos, cebolas nova e roxa (cruas), cenoura, cerejas, chicória, couve-flor, couve-lombarda, couve-portuguesa, couve-roxa, couves-de-Bruxelas, curgete, espargos, feijão-francês, framboesas, funcho (raiz), grelos, limão, mirtilos, morangos, nabiças, nabo, nêspera, rabanete e rúcula.

 

 

Receita ayurvédica: sumo verde detox

Esta receita é especialmente indicada para o dosha pitta, cujo fogo interno, normalmente elevado, reduz sob o efeito refrescante das frutas e legumes utilizados. Para o dosha kapha, que apresenta alguma tendência à formação de muco, o sabor adstringente associado às propriedades do mel, fazem deste sumo uma refeição bastante equilibrada. Se o teu dosha predominante é vata, terás de moderar o consumo desta bebida sob pena de desequilibrar o teu dosha.

 

Ao contrário da maioria dos sumos verdes, este poderá não ficar assim tão verde, uma vez que não contém vegetais de folha crus – estes alimentos são de difícil digestão para a maioria dos seres humanos e, na tentativa de tornar esta receita o mais ayurvédica possível, não são incluídos.

 

Quantidades para 2 copos de sumo

  • 1 maçã grande ou 2 pequenas;
  • 2 talos de aipo;
  • 1 cenoura pequena descascada;
  • ½ pepino descascado;
  • 4 pés de salsa fresca;
  • 1 colher de sopa de mel;
  • 1 pitada de curcuma em pó;
  • 200 mL de água filtrada.

 

Preparação:

  • Coloca tudo num liquidificador e tritura em velocidade máxima durante cerca de 1 minuto;
  • Ajusta a quantidade de água ao teu gosto (mais espesso ou mais líquido);
  • Serve imediatamente, mexendo com uma colher para manter a polpa e o líquido ligados.

 

Sempre que possível, escolhe frutas e vegetais de cultivo biológico – o agradecimento do teu corpo refletir-se-á na qualidade da tua digestão.

 

Com amor,

Mafalda

 


A informação apresentada é meramente informativa, de índole genérica, não contendo uma análise exaustiva de todos os aspetos dos temas analisados, pelo que não substitui uma consulta com um terapeuta especializado.

Fotografia por Heather Gill